No tempo

 

Sarilhos no Tempo dá-lhe a conhecer algumas datas históricas da nossa Freguesia.
Aqui pode viajar no tempo, percorrendo a barra cronológica, e fazer todas as paragens que desejar.
Para saber mais sobre uma data específica basta clicar no símbolo (+) amarelo que a acompanha e aí poderá encontrar uma pequena descrição do acontecimento correspondente.
Boa viagem!

 

 

1981

Vasco da Gama Futebol Clube.

Fundação do Vasco da Gama Futebol Clube.
12 de dezembro de 1976

Eleições

Os Sarilhenses elegem, pela primeira vez livremente após o 25 de Abril de 1974, a sua Assembleia de Freguesia como Órgão deliberativo e a Junta de Freguesia como Órgão executivo.
1953

Juventude Futebol Clube Sarilhense

Fundação do Juventude Futebol Clube Sarilhense.
1911

População: 1237 habitantes

Sarilhos: Fogos 289, população 1237.
1910

Nova toponimia

Na ata da sessão de Câmara de 5 de Dezembro de 1910, a pedido da Junta de Paróquia da Freguesia de Sarilhos Grandes aprovou-se a substituição do nome das seguintes ruas: “Avenida de S. Jorge passe a ser denominada Rua Almirante Cândido dos Reis, a Praça do Mercado fique sendo designada pelo nome de Avenida 5 de Outubro, e as Ruas da Piedade, Direita e Arieiro fiquem respetivamente designadas pelos nomes Dr. Miguel Bombarda, António José de Almeida e Machado Santos (…)”.
1895

A.M.U.T.

Foi criada a Academia Musical União e Trabalho em Sarilhos. Esta Academia tinha coreto de pedra e ferro.
1864

Cemitério em Sarilhos Grandes

A Câmara de Aldeia Galega mandou construir um cemitério em Sarilhos Grandes.
1848

Criação da Freguesia de Sarilhos Grandes.

Criação da Freguesia de Sarilhos Grandes.
1758

População: 308 habitantes!

Sarilhos tinha 77 fogos e 308 habitantes.
1740

Conclusão da reconstrução da Igreja Matriz de Sarilhos.

Conclusão da reconstrução da Igreja Matriz de Sarilhos. Apesar de não haver referências à data da sua fundação, deve remontar ao século XVI. A Ermida de N.ª Sr.ª da Piedade anexa à igreja é mais antiga, devendo datar dos finais do século XV, início do século XVI.
1620

População: 192 habitantes.

Sarilhos tinha 65 fogos e 192 pessoas.
1527

7 viúvas, 1 mulher solteira e 1 clérigo...

Levantamento estatístico das vilas e aldeias mandado fazer por D. João III: Sarilhos tem 56 moradores, 7 viúvas, 1 mulher solteira e 1 clérigo.
1523

Quinta da Lançada II

D.ª Joana de Sousa, vendeu a Quinta da Lançada a Violante Rodrigues por 180.000 réis.
1522

Os 100 batéis

Sarilhos (Grandes e Pequenos), Alhos Vedros e Lavradio serviam a cidade de Lisboa com 100 batéis.
1409

Moinho de Maré III

D. João I deu autorização a Gonçalo Lourenço, escrivão da puridade, para fazer no rio da Lançada moinhos de maré.
1405

Moinho de Maré II

D. João I autorizou Álvaro Gonçalves a construir um moinho de maré na Lançada.
1386

Moinho de Maré I

A Quinta da Lançada possuía um moinho de maré pelo menos desde esta data.
Final do século XIII

Existia o concelho de Riba Tejo

Existia o concelho de Riba Tejo formado por um conjunto de póvoas ribeirinhas da orla transtagana, em poder da Ordem de Santiago, formadas pela exploração de salinas tais como: Montigio (1249), Samouco e Lançada (1241), Sarilhos (1309), Alcochete (1313). Aldeia Galega e Outras. Tinham por sede paroquial Santa Maria de Sabonha.
1241

Lançada e Samouco

Data da mais antiga referência documental conhecida dos lugares de Riba Tejo: Lançada e Samouco.
Séc. XIII

Quinta da Lançada I

A Quinta da Lançada é propriedade da Santa Marinha do Outeiro.

Este site usa cookies. Saiba mais.